terça-feira, 13 de junho de 2017

AUTO-HEMOTERAPIA MELHORA EPIDERMÓLISE BOLHOSA

AUTO-HEMOTERAPIA NO CONTROLE DE DOENÇA GENÉTICA - Epidermólise bolhosa


Bom dia grupo eu faço a mais de 3 anos..tenho uma doenca rara epidermolise bolhosa onde minha pele é igual a um papel....lesoes por todo o corpo. Depois q comecei a hemo as lesões diminuiram muito, mas o resultado e lento. O que a hemo faz e aumentar a imunidade do nosso corpo..é preciso ter paciencia e persistencia..eu nao podia ter filhos porque se nao iria nascer com essa doenca tb...fiz durante toda gestação, que foi tranquila e meu bb . nasceu perfeito sem a doença. Quando faco certinho toda semana nem gripada eu fico pq a imunidade ta alta. As vezes fica roxo mesmo doi o lugar. ..ja vi muita gente aqui reclamando disso mas e assim e mesmo
as vezes pega um vasinho e fica assim mas n e sempre. Continuem gente ao longo do tratamento os resultados vao aparecendo.Saude p todos nós.


AUTORIZAÇÃO


Posso publicar seu testemunho no blog? Estou juntando varios testemunhos documentados nele. Veja
http://autohemoterapia-por-doutor-luiz-moura.blogspot.com.br

Luzimar Almeida aceitou sua solicitação.
Luzimar Almeida
Luzimar
Olá boa noite...autorizo sim..



Autorização



Epidermólise bolhosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre
Epidermólise bolhosa (EB) é uma doença do tecido conjuntivo, ainda sem cura, que causa bolhas na pele e membranas mucosas, com uma incidência de 1:50.000. Resulta de um defeito na fixação da epiderme na derme, o que provoca fricção e fragilidade da pele. Sua severidade varia desde casos leves até fatais.
Crianças afetadas pela EB costumam ser chamadas de "crianças-borboleta", porque se diz que sua pele é tão frágil quanto as asas de uma borboleta[1] Também são chamados de "bebês de algodão-doce".[2][3] ou "crianças com pele de cristal".[4]

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Epiderm%C3%B3lise_bolhosa



Epidermólise Bolhosa pode ser

tratada com a auto-hemoterapia

O caso do menor Theo, filho de Clara Colker e neto da coreógrafa Deborah Colker, que tem Epidermólise Bolhosa poderia ser tratado com auto-hemoterapia. Isto pode ser comprovado em consulta ao Dr. Luiz Moura, defensor desta técnica usada há mais de 100 anos, com destaque em dermatologia. Trata-se de técnica proibida de forma ilegal e arbitrária pelo CFM – Conselho Federal de Medicina e Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária desde 2007, através de parecer incompleto e tendencioso e Nota Técnica sem tal poder.
O efeito benéfico da auto-hemoterapia já foi noticiado em mais de 100 enfermidades, porém o Governo e órgãos da área de medicina e farmácia não têm interesse em promover pesquisas na área, já que tal comprovação nos moldes que eles exigem abalaria a produção e venda de medicamentos. Temos conhecimento do caso de um paciente de Dr. Moura com Epidermólise bolhosa que apresentou melhoras com o uso da auto-hemoterapia.
Como é sabido, Auto-hemoterapia é uma técnica que combate e cura doenças com a retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta terapia vem salvando vidas há mais de cem anos. A técnica vem sendo difundida pelo Dr. Luiz Moura, do Rio de Janeiro. Outra grande defensora, usuária e estudiosa da auto-hemoterapia é a enfermeira gaucha Ida Zaslavski, que fez contato com a família sugerindo o seu uso na criança, pois a medicina não oferece melhor alternativa.
A enfermeira tira uma grande dúvida: como se trata de criança, as pessoas imaginam coisas dolorosas com a auto-hemoterapia. Mas ela explica que não é doloroso, e tendo um bom preparo emocional ajuda muito. Esclarece que a quantidade para crianças como Theo é pequena e que a aplicação é como tirar sangue para exame, enquanto a injeção é como uma vacina. Afirma ainda que as aplicações não causam reações nem efeitos colaterais. Ida Zaslavsky como enfermeira é terapeuta e há 20 anos se dedica à auto-hemoterapia como um estímulo imunológico.
Ela conheceu a técnica com o Dr. Luiz Moura e leva tão a sério que os resultados do seu trabalho foram transformados em um livro para divulgar e esclarecer a todos sobre o assunto. Ida lembra que a AHT tem muitos resultados positivos na área dermatológica. A uso da auto-hemoterapia em dermatoses vem de tão longe que já em 1924 foi apresentada em Porto, Portugal, uma tese de doutorado sobre o assunto. (Original da tese do Dr. Alberto Carlos David  -http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-tese.htm )
Pelo menos de forma geral já é sabido que o Dr. Luiz Moura recomenda a auto-hemoterapia nesses casos, por tratar-se de doença autoimune. No vídeo-depoimento realizado por Ana Martinez e Luiz Fernando Sarmento, mais conhecido como o DVD do Dr Luiz Moura, ela afirma que “Em toda doença que tem uma origem autoimune - quer dizer, tem como origem uma perversão do Sistema Imunológico, que ataca o próprio corpo como se fosse um corpo estranho - é válido o uso da auto-hemoterapia”. (Texto do DVD transcrito -http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-1.htm ).

FONTE: 
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-eb.htm#Epiderm%C3%B3lise_Bolhosa_pode_ser_

Nenhum comentário:

Postar um comentário